Secrets, secrets...

18/02/2012 0 Maçãs

















One Republic - Secrets


Adoro esta música. Não me perguntem porquê, mas adoro. Aliás, os One Republic são uma das minhas bandas preferidas, e com certeza esta não será a única vez que colocarei um vídeo de uma das suas músicas!

Seja como for, esta é também uma das músicas preferidas de alguém muito especial para mim, e que (pura coincidência, hem?) faz anos hoje! Parabéns, Carolina!

A verdade é que eu nunca fui muito boa a escolher prendas, ainda para mais numa época de crise como é esta que atravessamos. Assim sendo, resolvi ser um pouco original e aproveitar para fazer a minha própria versão deste "Secrets" como prenda para uma das minhas melhores amigas (iei, espero que gostes!).

Não liguem à desafinação, ou à fraquita coordenação de todos os sons, mas para uma primeira experiência até acho que não ficou assim tão mal... Claro que ainda vou ter de arranjar um microfone de jeito e, já agora, mais tempo para fazer este tipo de coisas!

Então, para terminar, aqui fica o dito cujo áudio. Aproveitem!

Se não funcionar, ouçam aqui.

Editado (06/03/2012, 16:10)
Já alterei o link para ouvir a música, espero que agora funcione! Se houver algum problema podem sempre deixar uma mensagem no Facebook, no Twitter ou aqui nos comentários!

Clonagem

09/02/2012 0 Maçãs
Ena... tantos animais!

Hoje apresentei, em Português, um trabalho sobre a clonagem. O objetivo era apresentar um tema à turma, de entre uma pequena lista que incluía temas como o terrorismo, a amnistia, o canibalismo, a legalização das drogas, o aborto, as guerras religiosas, etc...

Para mim foi muito fácil escolher. Afinal, este tema era o único em que me conseguia imaginar a dar a minha opinião sobre ele em frente à turma. Sim, porque por muito que nos digam que devemos ter a mente aberta e respeitar as opiniões uns dos outros, às vezes isso pode não ser assim tão fácil, principalmente quando se trata de temas recorrentes e polémicos como estes.

Pensando bem, se até os adultos se "pegam" por causa deste tipo de discussões (quantas vezes é que já vimos situações destas ocorrerem naqueles famosos jantares de família?), como é que nós também não nos havemos de sentir amedrontados quando somos obrigados a dar uma opinião destas?

Enfim, o que vale é que eu escolhi a clonagem. Porque já falamos na aula de Ciências Naturais, porque até é um tema que me interessa bastante, e porque achei que me sentiria mais à vontade com este tema do que com qualquer um dos outros. E foi, de facto, o que aconteceu.

Sei que fui contra os princípios de muitos dos meus colegas e amigos. Também sei que muitos podem ter ficado um pouco chocados com aquilo que afirmei, mas tudo isso faz parte, certo? Fiquei surpreendida com a atitude que todos tiveram durante a apresentação; caladinhos, muitos sossegados, só um ou outro a abanar a cabeça em sinal de aprovação, e... surpresa. Muita surpresa. Muitos olhares desconfiados, como quem "Mas' o quê qu' esta está para aqui a dizer?".

Tudo o que sei é que dei a minha opinião. Pensei muito sobre o que é que ia dizer, e como o fazer da maneira mais correta. Se a memória não me falha, todos os outros colegas que apresentaram o mesmo tema tinham uma opinião contrária à minha, o que tornou ainda mais difícil para mim explicar-lhes o porquê da minha escolha.

Será que usei os argumentos certos, será que exagerei na minha opinião? Não sei. Só sei que é duro dar a nossa opinião quando se trata de um tema polémico.

Testes. Estudo. Escola. Barcas!

02/02/2012 0 Maçãs

Barcas para aqui, guerras para acolá... Ufa, parece que esta semana nunca mais acaba!

Nem me posso queixar muito, que os testes (até agora!) não tem corrido assim tãoooooo mal, mas mesmo assim... é dose, hem? Hoje, por exemplo, estive a tarde toda a estudar o "Auto da Barca do Inferno", de Gil Vicente, e já não posso mais com as danças do Frade ou com a vaidade toda do Corregedor! Bom, suponho que tenha de fazer uma exceção durante o teste, ehehehe!

Seja como for, não tem sido uma semana fácil. Ontem já me ia dando uma coisa quando vi isto tudo quase a voltar a acontecer, comigo a receber empurrões e pisadelas a torto e a direito. Isso e aquelas malditas bolas de râguebi a voarem pela escola e a passarem mesmo por cima das nossas cabeças, como se não bastassem os grupinhos de rapazes que se divertem a atirar pedras para todo o lado. Ah pois, eu fui atingida!

Bom, antes que isto se torne um post como aquele de há uns tempos atrás, vou mas'é descansar. Pode ser que o teste de amanhã não corra assim tão mal.