Uma noite de futebol

25/08/2011 0 Maçãs
É verdade, neste Verão fui ver ao vivo, pela primeira vez, um jogo de futebol. Como andava lá por aquelas bandas, resolvi ir ver o jogo de Portugal contra o Luxemburgo no Estádio do Algarve, e até nem foi mau de todo.

Bom, quando lá cheguei, faltava uma hora e meia para o jogo começar, e estava uma fila de vários metros (não vou arriscar um valor porque não tenho muito jeito para fazer essas estimativas, ehehehe) de gente à espera para comprar bilhete. Eu, prevenida, já tinha o meu adquirido, daí que não tive de estar naquela fila gigante. Se não me engano até apareceu na televisão, tal era a quantidade de gente para comprar bilhete com apenas uma ou duas bilheteiras disponíveis!

Assim, depois de descobrir como é que ia ter à porta para entrar, lá me pus a caminho e, qual não foi o meu espanto quando percebi que não podiamos entrar com as tampas das garrafas de água. Eu cá já sabia que iam revistar-nos, tal como dizia nas regras descritas na parte de trás do bilhete:

Condições de acesso dos espectadores ao recinto desportivo: [...] e) Consentir na revista pessoal de prevenção, segurança e na recolha de imagem e som. [...]

... mas não fazia ideia de que as tampas eram um produto proibido dentro dos estádios de futebol. Enfim, suponho que possa ter aquela utilidade malvada de serem atiradas para dentro do campo, quem sabe até fazendo pontaria a algum jogador... Bom, seja como for, lá consegui entrar no estádio e, verdade seja dita, consegui sobreviver sem a tampa da garrafa. Pior sorte teve uma senhora que levou um termo... e que ficou sem a tampa do mesmo (será que a pode ir buscar no fim do jogo?).

Aproveitei e, como ainda faltava uma hora para o jogo começar, fui à casa de banho. Pois é, minha gente... parece que o papel higiénico também pode ser usado para fins maldosos (o quê, não me digam que também roubam papel higiénico?!), já que não havia nem um único rolo nas ditas casas de banho. A minha sorte é que, como estudante, ando sempre prevenida com um pacotinho de lenços, o que não se pode dizer de muito boa gente...

Enfim. Passado este episódio, lá voltei eu para o meu lugar. Os guarda-redes (o Rui Patrício, que foi titular, o Quim e o Eduardo) foram fazer os exercícios de aquecimento, depois foi também o resto dos jogadores, e do outro lado do campo também a equipa adversária se treinava. Depois, para minha infelicidade, parece que é costume fazerem-se aqueles jogos de "gritar para marcar golo", e que fazem o estádio encher-se de gritos, uivos e sei lá eu mais o quê. Ah! Já me ia esquecendo de falar da "onda"... pois, aquela parte em que toda a gente se levanta de braços no ar e que vai passando por todo o estádio, estão a ver? Ainda bem que foram só quatro, porque eu já estava a ver a água da minha garrafa sem tampa a salpicar todos os espectadores que por ali estavam, ui, ui...

E pronto, finalmente começou o jogo. Claro que não foi grande jogo, também porque a nossa Selecção Nacional não é assim grande coisa, mas pronto, pelo menos foram superiores à equipa do Luxemburgo e desenrascaram-se bem. Foi bom terem marcado muitos golos, porque pelo menos assim não foi um jogo chato. Não se esqueçam que são 90 minutos a ver um jogo de futebol, mesmo que o jogo seja entediante temos de ficar a ver na mesma, já que pagámos o bilhete, certo? Na televisão sempre dá para mudar de canal, mas ao vivo... Os pontos altos do jogo foram o golo do Cristiano Ronaldo mesmo antes do intervalo, de livre directo, e um outro golo, acho que foi do Hugo Almeida, que fez um remate (bom, se aquilo era um remate...) que não tinha jeito nenhum e que fez mesmo assim a bola entrar na baliza. Vá se lá entender as bolas, o vento e o guarda-redes do Luxemburgo. Demasiada areia para a minha camioneta, é o que é!

Assim que acabou o jogo, com o resultado de 5-0 a favor dos nossos, vim-me logo embora para o carro, embora não tenha sido rápida o suficiente para evitar o trânsito... Estivemos mais de uma hora à espera, mas felizmente correu tudo bem e chegámos bem a casa. Bom, vocês sabem que eu gosto de futebol, por isso tenho de admitir que foi uma boa experiência.

Pronto, está bem! Eu também gritei quando eles marcaram os golos todos...

0 Maçãs:

Enviar um comentário

Olá! Obrigada pelo teu comentário no Pomarão. :)