Dança das Galinhas versus Origamis

16/07/2010 0 Maçãs
Sósia da minha "peixa" preferida, Melanochromis Auratus

Hoje, tal como tenho feito nas últimas semanas às 2ª, 4ª e 6ª, fui tratar dos peixinhos dos Jardins D'Água. Um pouco antes das dez horas da manhã, e lá estava eu, a dar comida aos esfomeados ciclídeos africanos do nosso aquário do Bloco A.

Pouco depois, fui com os meus amigos zelar pela saúde do resto da malta da sala B10. Como já haviamos começado na quarta-feira, a nossa tarefa seguinte era continuar a pintar  com tinta acrílica os nossos peixinhos de origami.

Pois assim que a D.T. saiu de cena, a porca começou a torcer o rabo. Está-se mesmo a ver que amigos da mesma turma, de férias, numa sala de aulas, sem ninguém a vigiar, não podia dar bom resultado, não é verdade?
O que é certo e sabido é que não mais quisemos saber da pintura dos peixes. É muito mais divertido ligarmos o Bluetooth dos nossos telemóveis e "passarmos" músicas (parvas), vídeos (parvos) e fotos (parvas) de uns para os outros, não acham?

No meio desta agitação toda, tenho de salientar uma música com o nome de "Chickens" (já que a mesma consistia em cacarejos de galinhas) e começou nessa altura a febre da dança das galinhas. Quando estiver com mais pachorra explicar-vos-ei como é que a mesma se efectua, após pedir autorização ao devido autor.

Claro que, entretanto, já tinhamos feito desde competições de flexões, abdominais, etc... (eu era o júri, evidentemente!) e onde é que já iam os peixinhos de origami.

Uma confusão parecida com a nossa...
Depois lá voltou a D.T. do "Parabéns a Você" para a prof.ª de Francês (a quem desejo muitos parabéns, a propósito), e a coisa acalmou. Lá se foram os doidos dançarinos da dança das galinhas e regressaram os doces meninos e meninas do ex-7ºA que tão bem sempre se portam. Voltaram os pincéis, os origamis,  a água sempre tão sujinha, a t-shirt velha por cima da roupa e tudo o que é característico desta actividade.

Daí até à uma hora foi um instantinho, e quando dei por mim já estava em casa refasteladinha e com o almocinho tomado.

P.S. Parece-me que não há dúvidas quanto à intervenção de Hercule Poirot  em minha casa durante a tarde, pois não?
Imagens via Wikipédia e Pesquisa de Imagens Google

0 Maçãs:

Enviar um comentário

Olá! Obrigada pelo teu comentário no Pomarão. :)