Poema meu

24/01/2009 1 Maçã
Já há tanto tempo que não escrevia um...! Foi para matar saudades!

Amizades

Amigo, meu amigos
Aquele que me oferece abrigo
Aquele que sempre está comigo
Aquele que nunca maldigo.

Amiga, minha amiga
Aquela com quem não há briga
Aquela que não provoca intriga
Aquela que é boa rapariga.

Amizades de todo o feitio,
Onde nem penetra o frio,
Onde não há nenhum vazio,
Onde passa um amor de rio.

Afinal, amigos são para valer,
Para brincar e para aprender,
Para crescer e decrescer,
Para ser grande e saber viver.

1 Maçã

  1. Muito bonito, Lagartinha. Gostei muitas das rimas... e do conteúdo, claro!

    Beijinhos

    Gaivota Ditosa

    ResponderEliminar

Olá! Obrigada pelo teu comentário no Pomarão. :)