Vídeo

31/03/2007 0 Maçãs
Este é um vídeo que eu fiz e coloquei em vários sites de vídeos. Gostam?


Aproveitar as férias

1 Maçã
Tenho andado a aproveitar bem aproveitadinhas as minhas férias. Já devem estar a ver como é: passear por aqui, passear por ali, pois Leiria até é uma terra bem recheadinha de bons locais para visitar. Como já aqui falei, o Castelo de Leiria é um óptimo destino para um dia "assolarado". Bem, o problema é esse, parece que o mau tempo resolveu voltar neste inicio de Primavera. Mesmo assim, dá para andar e andar, passeatas para ali, passeatas para acolá...

Resposta à Adivinha

30/03/2007 0 Maçãs
Adivinharam?

Adivinha:

Qual é coisa qual é ela,
Que quando se tem,
Passa depressa?

Resposta:

As férias! Os meus parabéns a quem acertou.

Raposinha

29/03/2007 2 Maçãs
Criei hoje um novo blog. Não, não é do Blogger, é do Sapo. Escolhi o Sapo apenas porque é português. Este meu novo blog chama-se Raposinha e foi feito a pensar na literatura portuguesa, pois fala dos livros mais interessantes de Portugal. Não se esqueçam: Raposinha, a irmã do Pomarão.

Adivinha

0 Maçãs
Esta é mesmo muito actualizada!

Adivinha:

Qual é coisa qual é ela,
Que quando se tem,
Passa depressa?

Amanhã direi a resposta.

Sabias que...

28/03/2007 0 Maçãs
… agora existe um site onde se podem enviar gratuitamente SMS para todos os telemóveis TMN, Vodafone e Optimus? Isto falando de Portugal, pois também se podem enviar SMS para muitos mais países. Tem o máximo de 120 caracteres. Estou a falar deste site porque no site do MyTMN, por exemplo, as pessoas têm de se registar. No Sapo Messenger e isso tudo, ou se paga ou/e tem de se registar.

Anedota

27/03/2007 0 Maçãs
Bem engraçada, na minha opinião!

Anedota:

Qual é o cúmulo da lentidão?

É fazer uma corrida sozinho e só chegar em segundo lugar.

Poema meu

26/03/2007 0 Maçãs
Este é um poema assim em forma de canção, que fala das férias.
Iupi!
Trrrrimmmm!
Bum, bum, bum, bum

Vamos para as férias
Vamos passear
Nem que seja na Sibéria
Quero ter umas férias de encantar!

Deixo de ouvir ruídos
Tic, tac, tic, tac
Coisas sem sentido
Fico a olhar para ti
Ajuda-me neste mundo.

Férias são férias e tens de aprender
Isto é assim tens de compreender
Ai, ai, ai, ai

Trrrrimmmm!

Um gato - 6º Capítulo (Final)

25/03/2007 0 Maçãs
Eu sei que iam gostar se eu falasse das brincadeiras do Tommy, só que eu nesta história pretendo falar da emoção que se vai sentindo ao longo dos tempos, mas prometo que noutra história vou falar sobre as brincadeiras do meu gatinho! Atenção: esta história foi feita em finais de 2006, como se pode comprovar neste último Capítulo.
Um gato
Capítulo VI - Até agora

Agora, quase no fim do ano de 2006, precisamente no dia 20 de Dezembro de 2006, sorrio ao vê-lo deitado na minha cama, muito aconchegadinho, prestes a fazer os seus quatro aninhos em 2007. O que ele não sabe, é que eu já tenho a prendinha de Natal dele bem embrulhadinha, para na noite do dia 24, lha ir dar…!

A lógica

0 Maçãs
A propósito do jogo de ontem, da Selecção Nacional com a Bélgica, hoje vou vos falar da lógica. Sabemos que podemos dizer Selecção Nacional e que é a mesma coisa que Portugal (no futebol!). Às vezes até nem nos apetece dizer um nome tão comprido e dizemos só Selecção. Se fossemos a ver pela lógica, também poderíamos dizer só Nacional. Nós não dizemos porquê? É só a Selecção, a nossa querida Selecção e nada, nada de nada, de Nacional. Porquê? A lógica prega-nos estas partidas que não conseguimos solucionar. Alguém se quer arriscar a dizer uma resposta? Eu, muito sinceramente, não sei. Aproveito e digo vos que a Selecção Nacional ganhou no jogo de ontem com a Bélgica por 4-0!

Greve

23/03/2007 0 Maçãs
Amanhã farei greve. Façam vocês também!

(para mais informações consultem esta página)

O final das aulas

1 Maçã
Acabaram as aulas! Uf, eu estava a ver que não conseguia aguentar esta pressa toda. Fizemos um coelhinho que é uma cesta para pôr ovinhos e também um coelho que ficou pendurado na nossa sala. A Gordon e a Magran, respectivamente, animaram o meu dia, que se tornou muito divertido. Também se fizeram as últimas coisas que havia para fazer e, claro, não faltou a brincadeira. Espero que nas outras escolas também tenha sido assim!

Texto conjunto

22/03/2007 1 Maçã
Este é um texto conjunto de toda a minha turma.

Chegou a Primavera!
Como acontece todos os anos, a Primavera chegou. Olhando à nossa volta, há sinais visíveis desse acontecimento. As árvores, depois de um longo período de nudez, vestem-se de folhas luzidias, dos mais diversos tamanhos e formas; cobrem-se de flores multicolores. Os campos verdejantes formam belíssimos tapetes fofos e coloridos brilhando ao sol. Há um perfume no ar que nos deixa a todos maravilhados!

A brisa matinal sussurra e afaga suavemente o rosto das crianças.

O sol desperta e contagia-nos tornando-nos mais alegres e felizes.

Os dias tornam-se mais longos e mais quentes como só a Primavera os sabe tornar.

Os pássaros com o seu chilreio encantador voam animando os nossos dias, não se esquecendo de construir com muito carinho e entusiasmo os seus ninhos.

Karaoke

21/03/2007 0 Maçãs
Um Karaoke maravilhoso!

(cliquem na imagem)

Que bela vista!

20/03/2007 3 Maçãs
Aqui vos deixo uma fotografia com uma bela vista para a Serra do Marão. Tirada por mim!



Dia do Pai

19/03/2007 2 Maçãs
Como todos sabem, hoje é o tão esperado Dia do Pai. Desde já dou os meus parabéns a todos os pais deste país e arredores. Na escola que frequento fizemos para oferecer ao pai... ops! Não posso dizer. Ainda não entreguei a prenda ao meu pai. Quando entregar eu digo o que fizemos...!

Poema meu

18/03/2007 1 Maçã
Este é outro poema dedicado à minha amiga Sharon.

Não esperava eu...
Naquele dia tão feliz
Não esperava eu sentir
Tal alegria no meu peito
Uma alegria sempre a luzir.

Tinha eu de esperar
Para poder nascer
Mas tu nasceste logo
Antes do sol crescer.

Deste-me a sensação
De já ter uma amiga
Ainda estava eu
Dentro de uma barriga.



10 anos já lá vão
Passaram tão depressa
Que nem mesmo um chocolate
Te atravessa, atravessa!

O corpo fragilizado
Agora meigo e rosado
Que deixa tudo empolgado
Com aquele cheiro amado.

Um S redondinho
Muito bem feitinho
Um H bem rosado
Sempre mascarado
Um A (en) cantador
(En) cantado, não matador
Um R rezingão
Não é o às da negação
Um O maravilhoso
Que anda sempre connosco
Por fim, um N italiano
Que te diz que não tens um mano.

Parabéns Sharon!

17/03/2007 0 Maçãs
Decidi fazer uma pausa para dar os parabéns à Sharon! Hoje vou à festa de anos dela e se ela ler esta publicação, gostava de lhe dizer que tenho muito gosto em ser sua amiga. Muitos parabéns Sharon!

Poema meu

16/03/2007 2 Maçãs
Para ler pausadamente...

Onde estou?
Era como uma canção
Que brilhava na escuridão
Daquela noite cerrada
Que me iluminava o coração.

Sentia-me feliz
Como as almas de todo o sempre
Como um girassol
Sempre sereno, sempre ao sol.

Adorava estar ali
A cantar canções antigas
Para poder sorrir
Falar, andar e cantar
Naquela noite
Meio Inverno meio Primavera
Que me atirou ao chão
E me acordou
Naquela manhã de Verão.

O Tempo em Leiria

15/03/2007 1 Maçã
Com este tempo tão esquisito pensei que gostariam de saber a temperatura em Leiria. A esta hora que vos estou a escrever, estão 20.5 ºC, uma temperatura bem quente para Inverno! Não tem chovido, só um pouco de vento que rapidamente passa. Se este tempo também estiver aí na vossa terra, acho que era bom aproveitá-lo!

Tirem-me daqui!

14/03/2007 2 Maçãs
Que semana mais atarefada esta! Hoje foi a vez da Ficha de Avaliação de Matemática, que até nem me correu muito mal. À tarde vou ter uma Audição de Violino e amanhã vou fazer a ficha dos Desafios Matemáticos para qual a minha turma de inscreveu e ainda vou fazer a Ficha de Avaliação de Estudo do Meio. Semana mais atarefada não há!

Resultados da Votação

13/03/2007 2 Maçãs
Já terminou a votação que estava a decorrer. Vejam os resultados!
Pergunta:
O que mais caracteriza este blog?
Respostas:
Os poemas - 7
Os textos - 1
As novidades - 1
No total foram 9 votos. Agora já existe uma nova votação.
Pergunta:
Qual a parte da vida te parece ser mais bonita?

Que seca! - dizem muitos

2 Maçãs
Pelo título, já devem ter percebido de quem se trata. Das Fichas de Avaliação, como de costume! Hoje foi a de Língua Portuguesa, que não era assim tão fácil! Afinal, nada neste Mundo é fácil. Nem mesmo imaginar, como pensam alguns. Escrever poemas, histórias, ser compositor! Tantas coisas, que nem em sonhos todos poderiam ser. Sabem, é por isso que quem escreve bem é louvado, pois nos tempos que correm nem todos têm esse "dom", como agora lhe chamam. Uma liçãozinha que deve ser ensinada aos muitos que ainda não chegaram ao século XXI.

Poema meu

12/03/2007 2 Maçãs
Fantasia


Sou um rio
Agora fantasma
Passo a lagoa
Depois a água.

Sou um rinoceronte
Agora girafa
Passo a elefante
Depois a centáurea.

Sou tantas coisas
Que posso imaginar
Só que volta e meio
Volto a andar.

Uma fantasia
Que tu queres sentir
Cheirar
Arranhar
E depois destruir.



(com ilustração de António Ferreira dos Santos, do Cartoonices, que gentilmente me a emprestou)

Atenção!

10/03/2007 1 Maçã
Vou neste preciso momento fazer um relato completo da visita de estudo à Expo Criança em Santarém. Partimos às 8:15, (grande pontualidade dos alunos da nossa escola e do autocarro), demorando 1 hora até Santarém. Sabem onde é a redacção do jornal "O Ribatejo"? Fica numa zona comercial, onde também se encontra a Expo Criança. Entrámos, e logo avistámos o Limiano Kids a acenar-nos. Começámos por ir assistir ao teatro "Pluft, o fantasminha". Eu por acaso já havia lido a história, e gostei muito da representação dos senhores deficientes. Logo de seguida fomos para o Pavilhão da Brincadeira. Primeiro fomos andar a cavalo, que andava sempre aos coices... Fomos depois almoçar, visitámos um Pavilhão que parecia uma feira onde havia jogos tradicionais e voltámos ao Pavilhão da Brincadeira. Tinha insufláveis, campo de basquete, campo de râguebi (se é assim que se escreve)... Eu joguei basquete e râguebi, pois não tive tempo para mais nada. A seguir fomos ouvir uma história em que o contador de histórias escolheu meninos das bancadas. No total escolheu três, e dois deles eram da minha turma. Numa parte da história, o contador de histórias disse para o Tiago abraçar a Margarida, pois na história o pescador estava apaixonado pela sereia. Só que eles pensaram que tinham de dar um beijinho e ficaram logo atrapalhados! Desatámos a rir! O dia estava a acabar, e voltámos para casa muito felizes e contentes!

Visita de Estudo

08/03/2007 2 Maçãs
Amanhã vou numa visita de estudo à Expo Criança em Santarém. Tenho a certeza de que vai ser muito divertido! Partiremos às 8:15 e chegaremos às 18:00. Como já devem ter percebido, não sei se conseguirei actualizar o Pomarão, mas não se preocupem: quando o actualizar, farei um relato de todos os factos. Podem já ir preparando o bloquinho para anotarem tudo o que eu escreverei! Esperem para ver!

Um gato - 5º Capítulo

07/03/2007 1 Maçã
Capítulo V - Acordou!

Os meus olhos desesperados, tentavam não chorar, quando, o Tommy veio ao Mundo acordar! Saltou para o meu colo, e estendeu-me uma das suas quatro patinhas fofas e brancas. Apertei-a sem o aleijar, e os anos foram passando…

Calendário de Março

0 Maçãs
Sei que está um pouquinho atrasado, mas tenho andado muito atarefada. São Fichas de Avaliação, concursos, visitas de estudo...

História minha

05/03/2007 2 Maçãs
Um vezes seis é igual a seis!

Por entre aquelas árvores frondosas, que nos incitavam a penetrar no denso da floresta, um mero visitante não descobriria quem nela habitava, no meio de toda a alegria e frescura que pairava no ar do exterior. O mais importante, o mais gigante, o mais orgulhoso de todos, era, sem duvida alguma, o gigante “O Atormentador”, assim apelidado por todos os seus inimigos. Na realidade, o gigante não possuía amigos, fruto do seu mau relacionamento com todos os seres vivos.

Apesar de toda essa agressividade, havia ainda quem o desafiasse e vivesse na floresta. Seis eram, no total, todos morando em sítios diferentes, sem que nunca os seus planos dessem resultado.

Numa verde folha prestes a cair de uma árvore desmaiada, uma pequena gota de água jurava matar o gigante por este ter estragado quase toda a família real das gotas de água. Numa pequena casa feita e tratada por uma formiga amiga, uma cantora cigarra praguejava contra o gigante, visto que este destruíra quase toda a comida necessária para a sua sobrevivência e desenvolvimento. Escondida nas belas plantas rasteiras, uma serpente gritava no seu bom serpentês que iria provocar graves ferimentos no gigante, uma vez que este quase a matara. Num charco triste e poluído, uma rã chorava a morte do seu companheiro e saltitava numa atitude contra o gigante. Numa toca abandonada, um gato só pensava matar quem tirara muitas das vidas àquela floresta. Por fim, voando nos céus, uma andorinha falava de como cruel era o gigante, e de como o iria derrotar.

No entanto, por mais que todos se esforçassem, não conseguiam ter mais ideias, pois os seus cérebros estavam agora cansados e nada empenhados em arranjar uma solução. Não se conheciam pessoalmente, só sabiam de ouvirem falar, e mesmo assim não pretendiam encontrar-se.

Um dia, tornou-se muitíssimo urgente derrotar o malvado da floresta. O gigante estava agora a cortar as pobres árvores, que por mais que tentassem resistir, eram colocadas numa clareira a arder, numa atitude de divertimento. Com isto, os seis animais preparavam-se para desistir de derrotar o gigante, pois eram pequenos e inofensivos para enfrentar novamente “O Atormentador”, pensavam eles. Decidiram então encontrar-se na árvore mais bem conservada de todas, a Trabalhadora, com a intenção de juntar os planos de todos.

Chegaram, e rapidamente improvisaram uma mesa de madeira para exporem os seus planos. No final, ficou decidido que iriam pregar uma partida ao gigante, para que este caísse de costas e pudessem amarrá-lo.

No dia seguinte, ainda o sol não se tinha levantado, começara a primeira parte do plano. Cautelosamente, a gota de água deslizava por entre as folhas, salpicando tudo em redor de água. Após a sua chegada à árvore mais próxima da casa do gigante, deixou-se entornar e cair na lama. De seguida, a cigarra pôs-se a caminho a cantarolar, chamando a atenção do gigante.

- Quem se atreve a chamar a atenção do grande senhor das trevas? – perguntou o gigante com a sua voz grave e horrível. Logo a cigarra cantarolou na sua voz alegre:

- A cigarra, cigarrinha, vem aqui, não pagas nadinha! A cigarra, matreirinha, vem aqui, que sou pequenina!

O gigante, furioso por ouvir estas palavras de um ser tão pequenino, deu largas passadas em direcção à cigarra. Esta não esperou duas vezes: atirou-se às botas do gigante e subiu até à sua enorme cabeça. Sentou-se junto das orelhas e cantarolou:

- Entusiasmo não me falta, estou aqui para te vencer. Não me venhas com cantigas, que ainda acabas por adormecer!

Ao gigante, aqueles ruídos enfeitiçadores pareciam milhares de trovoadas duradouras e rapidamente caiu no chão, inconsciente. A gota de água, que até agora estivera calada e sossegada no seu canto, empurrou-se até ao gigante. A sua água antes límpida estava agora poluída. Entornou-a para cima do gigante, que ficou cheio daquilo a que se pode chamar lama.

- Zás! – Algo caíra em cima do gigante. Era a andorinha. Como era jovem, pôde fazer uma correria arriscada por entre as nuvens, indo aterrar propositadamente por cima do gigante. Foi então que os outros apareceram vindos de trás de um arbusto. A serpente enrolou-se no pescoço do grande senhor das trevas e asfixiou-o. A rã pôs-se a dar pulos em cima da cabeça dele e o gato arranhou-o com quantas forças tinha.

Estava feito. Estava morto. O final merecido para o malvado desta floresta, cujos animais puderam voltar a ser felizes e a reproduzirem-se.

Poema meu

04/03/2007 4 Maçãs
Sei que se calhar era melhor um artigo a falar do Eclipse da Lua, mas isso fica para outra postagem!
Quem ele é?

Verde
Azul
Laranja
Amarelo
Cores maravilhosas
Que o tornam tão belo!

Roxo
Lilás
Violeta
Índigo
Cores sensacionais
Que o tornam amigo!

Já sabes
Quem ele é?
Diz então
Ao jacaré:

É o arco-íris
De cores tão belas
Vem ter comigo
Não me digas balelas!

Resposta à Adivinha

03/03/2007 3 Maçãs
Será assim tão difícil...?
Adivinha:
Qual é coisa, qual é ela, que quando cai nunca se aleija?
Resposta: A chuva!

Adivinha

02/03/2007 1 Maçã
Vejam lá se adivinham esta!
Adivinha:
Qual é coisa, qual é ela, que quando cai nunca se aleija?
Amanhã direi a resposta.

Blog do Jornal "O Marinheiro"

01/03/2007 1 Maçã
Já saiu o número 1 do Jornal "O Marinheiro"! O blog está nos links e tem lá 3 trabalhos meus. Dois deles não conhecem, pois ainda não tive acesso a eles. Grande novidade!